Burrice Funcional

3 Idiots (released in 2009) - A superhit movie about a different kind of guy, starring Aamir Khan

Outro dia  assisti ao filme “3 idiotas “ e o que mais me chamou atenção foi como ele aborda a diferença entre aprender e tirar nota , de forma bem humorada ele critica o sistema de ensino que ao invés de forçar o aprendizado real , acaba de forma indireta forçando os alunos somente a ter como objetivo passar de ano. Ainda que não fosse o objetivo primário os alunos se formavam e tiravam seus diplomas sem ao menos obter conhecimento verdadeiro.

É um fato que hoje em dia quando somos atendidos em hospitais , contratamos serviços “especializados” , dialogamos sobre política , religião , etc… ficamos espantados e decepcionados em como alguns profissionais obtêm títulos e exercem funções sem ao menos compreender realmente os porquês , se tornaram repetidores de fórmulas e executores robóticos de funções .
Olhemos para grande parte dos alunos nas faculdades hoje em dia , o que podemos esperar deles quando estão mais interessados nos bares do que na sala de aula? Mais interessados nos diplomas do que no aprendizado? Desse jeito com certeza ainda veremos em muitos consultórios médicos, diagnósticos bizarros onde todas as doenças se resumem a viroses e o único remédio é o soro , teremos de lidar com a inconclusão de engenheiros que assinaram obras e diante de catástrofes nem sabem aonde os erros aconteceram, afinal nem sabem como construíram né? Continuaremos a ver uma nação omissa a responsabilidade de pensar achando que todos os problemas se resumem a partidos e pessoas.

Mas o que tudo isso tem haver com áudio ? Quais são os efeitos disso para o nosso mundo profissional?

É de se indignar como alguns profissionais do áudio hoje em dia se acostumaram com um caminho fácil e cederam a pressão do imediatismo. Querem ser mega no micro, querem algo novo sem entender o antigo, querem a etapa seguinte sem passar pela anterior. Porque os workshops com foco em produtos se tornaram mais atraentes do que os encontros de ensino? Porque o “como você faz” se tornou mais importante do que “o porque você faz”? Porque se tem mais curtidas numa foto da console do momento do que num ótimo e elucidativo texto de estudo? Eu poderia enumerar várias coisas que me incomodam ,mas sobretudo quero que você ao ler esse texto se dê conta do que de fato realmente você aprendeu e aprende no exercício de sua função. É demorado e difícil porém se tornará mais relevante encarar a estrada longa do aprendizado e não se perder nos atalhos dos títulos desassociados do verdadeiro e real conhecimento. Vamos lá! Um passo de cada vez , é melhor aprender do que ser , é melhor saber do que fazer , vamos nos permitir ir além do “audioanalfabetismo funcional”.

 

Share

Filed Under: Colaboradores

Tags: , , ,

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*