O Mito da Falta de Punch em Line Arrays – Parte 2

Para quem não leu a parte 1 deste artigo CLIQUE AQUI

72349

Continuando nosso artigo, vamos ver o que acontece ao angular apenas as caixas inferiores:

Podemos resolver a falta de punch sem perder a possibilidade de atingir uma grande distância com as caixas superiores somente angulando as caixas inferiores?

Vejamos:

08 caixas, com as 3 últimas anguladas para baixo.

Fig 2: 08 caixas, com as 3 últimas anguladas para baixo.

Fig 2: 08 caixas, com as 3 últimas anguladas para baixo.

Podemos perceber pela figura que praticamente não houve alteração nas frequências de interesse. As baixas frequências não são afetadas pela inclinação individual possível das caixas que compõem uma linha. Seus comprimentos de onda são muito grandes para que uma inclinação pequena altere seu comportamento. Inclinar as caixas dentro de uma linha é efetivo e necessário apenas para frequências mais altas.

Então vamos colocar mais caixas para resolver o problema!

Fig 3A: 12 caixas line array com falantes de 15”, a 0º, todas a 0º, bumper em 0º, na região do punch. Um microfone na altura da audiência e outro no centro do array.

Fig 3A: 12 caixas line array com falantes de 15”, a 0º, todas a 0º, bumper em 0º, na região do punch. Um microfone na altura da audiência e outro no centro do array.

Ainda não resolveu, obviamente. Mas vamos dar uma olhada na resposta dos dois microfones?

Fig 3B: resposta do microfone no centro do array.

Fig 3B: resposta do microfone no centro do array.

Fig 3C: resposta do microfone na linha de audiência.

Fig 3C: resposta do microfone na linha de audiência.

Percebam que a diferença de pressão entre os microfones aumentou. Agora são mais de 14 dB!

À medida que vamos aumentando o array, vamos obtendo controle direcional em frequências cada vez mais baixas. O resultado disso é que, com o sistema “reto”, vamos tirar cada vez mais baixas frequências da linha de audiência e vamos jogá-las fora. Ou seja: quanto mais caixas montadas em um bumper a 0º ou mais, menos “punch” teremos na área de audiência. Nas figuras acima, podemos notar que a pressão no eixo do array aumentou em 3 dB quando aumentamos de 8 para 12 caixas, ao passo que junto da linha de audiência, aumentamos a pressão sonora nesta região em apenas 0,9 dB.

No próximo artigo, veremos como melhorar a cobertura e o aumentar o tal do punch!

Todas as figuras são do programa MAPP Online Pro – Stand Alone

     AR
Alexandre Rabaço

 

Share

Filed Under: Alexandre RabaçoArtigosColaboradores

Tags: , , , , , , , ,

Comments (2)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Kadu Melo says:

    Admiro muito a didática e simplicidade para um tema tão complexo, volto a falar.
    Espero que tenha a parte 235, 987 ou mais sobre esse assunto.
    Pois independente da marca ou modelo, o desenho do sistema é extremamente importante, e na hora de passar o som, não da pra chegar e pedir para o responsável mudar o desenho do sistema.
    Esse conhecimento favorece toda a classe.
    Mais uma vez, muito obrigado Rabaço!

  2. Marcone cascão says:

    Conhecimento sendo passado por uma simplicidade isso é muita experiência na prática e parece ser tudo tão fácil , mas o que vale é as dicas e cuidados a serem tomados obrigado Rabaço

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*