O que é DRT? Por que preciso dele? Como “tirar” ?

certificado_drt_grande

O que é DRT?
DRT significa Delegacia Regional do Trabalho. É errado dizer: “quero tirar a (ou tenho) DRT!”. O correto seria dizer que você quer (ou tem) um registro profissional.
“Ter” um DRT, como a maioria diz, significa ser registrado profissionalmente, ter sua profissão regulamentada na sua carteira de trabalho. Resumindo: teoricamente, se você “tem” um DRT, significa que você é profissional habilitado a exercer uma função técnica.

Por que preciso do DRT?
Pela Lei 6.533 de 1978, que regulamenta a profissão de artistas e técnicos, somente profissionais com este registro podem ser contratados para trabalhar em TV, cinema, teatro ou publicidade. No mercado do Show Business ainda se permite que profissionais sem registro trabalhem, mas em breve esta realidade vai mudar. Na verdade, caso não “tenha” o DRT, o técnico não pode ser contratado para nenhum trabalho como profissional.

Como “tirar” o DRT?
Em primeiro lugar, para tirar seu registro profissional você precisa saber o que é SATED.
O Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão, SATED está presente na maioria dos estados brasileiros e tem o objetivo de representar os artistas e técnicos de cada região. É ele o responsável por conceder o registro profissional aos atores, manequins, técnicos no Brasil e encaminhá-los a Delegacia Regional de Trabalho.
Lista de Sateds por estado CLIQUE AQUI

Continuando sobre o DRT…
Segundo a Lei existem duas formas de obter o DRT:
I – diploma ou certificado correspondente às habilitações operador ou técnico de áudio reconhecidas na forma da Lei; ou
II – atestado de capacitação profissional fornecido pelo Sindicato representativo das categorias profissionais e, subsidiariamente, pela Federação respectiva.
Resumindo: você precisa ter uma carga horária mínima de 200 horas em cursos técnicos em escolas reconhecidas pelo MEC ou pelo SATED do seu estado.
Também existe a possibilidade de reconhecer seu trabalho provando ao SATED que você participou efetivamente, como técnico em projetos e trabalhos no teatro, cinema, TV, comerciais, shows eventos… Esta forma de dar entrada no seu registro profissional pode variar de SATED para SATED e, em alguns casos, além da comprovação dos trabalhos, é exigida uma prova prática diante de uma banca examinadora. Após aprovação do SATED, ele lhe dará certidão que lhe permite dar a entrada na Delegacia Regional do Trabalho no seu registro.

Operador de Áudio, Técnico de Áudio ou Sonoplasta, Eis a Questão ?
Ao fazer o registro profissional lhe perguntam se você é operador, técnico de áudio ou sonoplasta? Qual a diferença entre os três?
Lembrando que a lei que rege a nossa profissão é a Lei 6.533   do ano de 1978. De lá para cá o mercado de áudio evoluiu muito e sugiram inúmeras novas funções e nomenclaturas:
– “Operador de Som”, “operador de sonorização” ou “operador de áudio” para quem trabalha cuidando da operação de um sistema de equipamentos de som, inclusive nas igrejas.
– “Técnico de Som”, “técnico de sonorização” ou “técnico de áudio” para quem, além de trabalhar cuidando de sistemas de sonorização, também faz manutenções nesse sistema (soldas, conserto de equipamentos, pequenos projetos, etc). Muitas vezes é usado como sinônimo de “Operador”, mas na verdade o técnico faz mais que o operador.
– “Sonoplasta” deve ser usado para quem trabalha com áudio de teatro, cinema ou televisão, editando as trilhas sonoras de filmes ou programas, inserindo efeitos especiais, etc;
Atualmente, somente essas três opções são reconhecidas pelo SATED. A inserção de novas subdivisões como: Técnico de PA, Monitor, Gerente de sistema etc …  é um processo que envolve a inscrição das novas ocupação na CBO – Classificação Brasileira de Ocupações e que deve levar mais tempo.

Qual a documentação necessária para tirar o Registro Profissional?
– Curriculum com dados profissionais e pessoais
Ex: Nome completo, Nome Artístico, Endereço Residencial, Telefone de Contato, E-mail, Filiação, RG, CPF, CTPS – Carteira de Trabalho, Escolaridade.
Xerox de: Comprovante de Escolaridade, Certificados de Cursos na Área (Carga mínima de 200 horas/aula), comprovante de trabalhos em que participou na função que está requerendo o registro (Recortes de Jornal/Revistas, Contratos, Recibos, Certificados). Todos devem conter o nome do proponente e data do evento, também deve ser anexado xerox de frente e verso da RG, CPF e Carteira de Trabalho.

Quanto custa para ter o Registro Profissional (Valores para 2014 referentes ao SATED-BA)
Inscrição                                       R$    15,00
Atestado de Capacitação        R$  135,00
Contribuição Sindical *           R$    50,00
Total:    R$ 200,00

O tempo de deferimento do atestado de capacitação depois da entrega de toda documentação CORRETA e pagamento das taxas é de 72 Horas, apos feito isso pode se requer o registro na Delegacia Regional do Trabalho.

* Contribuição Sindical
Um detalhe muito importante principalmente para Autônomos/FreeLancers, mesmo que muitos do meio técnico não se preocupem com a aposentadoria, essa é uma boa dica:
Após o registro profissional se torna OBRIGATÓRIO o pagamento anual da contribuição sindical. O pagamento desta contribuição não significa que você esteja sindicalizado. Você se sindicaliza se quiser, é opcional o seu vínculo a qualquer sindicato. A taxa que você paga anualmente irá para o sindicato que irá anotar anualmente o registro de que você naquele ano exerceu a função a que foi registrado. Essa informação irá contar para seu tempo de aposentadoria mesmo que você não tenha um trabalho regular. Porém é necessário ir ao sindicato para emitir a guia para pagamento da contribuição sindical.
Fontes:
www.testedeelenco.com.br
www.somaivivo.com.br
Revisão: Fernando Gundlach

Share

Filed Under: Noticias

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments (4)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. É importante ratificar que a Contribuição Sindical Compulsória anual, não é paga ao Sindicato e sim ao governo através de banco estatal, que distribui parte do recolhimento a recursos do FAT, e apenas uma porcentagem volta para o Sindicato efetivamente, de resto nossos parabéns pela explanação.

  2. Jose Junior says:

    Trabalho a 8 anos como técnico de áudio em uma empresa de sonorização aq em Cruz das Almas BA.Queria saber oq devo obter do dono da empresa para servir de comprovante para que eu possa obter meu registro, e quais passos devo tomar?Desde já me sinto grato!

  3. Ted says:

    Pergunta??? Eu posso tirar duas DRTs, 1º Técnico de som 2º Sonoplasta ????

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*