E QUANDO TUDO É COMUM?

Tiago Borges

1545072_241192499392023_715702100_n

Será que se eu perguntar como ser um piloto de corrida alguém vai me ensinar, e assim eu estarei amanhã no autódromo correndo contra os profissionais? Se eu perguntar sobre como fazer uma operação cardíaca amanhã eu estarei no hospital regional público mandando entrar o próximo para sala de operações? Se alguém me explicar como faz “canal dentário” eu já posso pedir pra mãe de alguém abrir a boca?

Minha profissão está cheia de pessoas que leu algum tutorial e já se acha preparada, sem responsabilidade e sem consequências. Titulam-se engenheiros, mas não sabem nem o que é engenharia, titulam-se técnicos, mas não sabem sobre fundamentos e titulam-se operadores e não sabem mixar. É muito fácil pegar uma biblioteca pronta de reverb, quero ver começar do zero e saber o que faz os parâmetros.

A verdade é que estamos tão acomodados com tudo isto, o mercado está assim e a culpa é só nossa, já que deixamos chegar a este ponto. Eu sou muito defensor da evolução e tecnologia, mas hoje no mundo dos digitais, tudo ficou mais fácil, qualquer um tem cena, qualquer é um profissional. Agora sinto saudades do analógico, tempo em que os parâmetros estavam na cabeça dos profissionais e não em pendrive.

Tenho medo pra onde estão indo os sabores desta receita de bolo, onde as pessoas não conseguem passar da segunda linha de uma explicação, que dirá ler um manual, mesmo este tendo um monte de imagens.

É muito mais fácil querer de mãos beijadas, que correr atrás pra aprender não só na prática, mas justificar na teoria. As pessoas não querem investir em si, elas preferem pedir de graça, e assim acontece sempre. Apareceu a oportunidade de um curso, mas preferem que outros façam pra depois sugar.

Os parasitas do áudio só querem estar por cima, mas na hora de cobrar não sabem nem quanto seu serviço vale. São covers de um mercado prostituto que cada dia cobra menos e faz mais, achando ser lucro a quantidade e não a qualidade.

Mas é isto aí, 2014 começou do mesmo modo de 2013, afinal, o inicio de um novo ano só é mais um dia depois do ultimo dia do ano anterior, e não é por mudar o calendário que existirá mudança de personalidade. Quem saber um dia será tudo diferente, mas não agora, não hoje, mas em algum momento teremos profissionais responsáveis por sua carreira, por seu nome, por sua profissão e sem depender de representantes.

Desculpem-me os sérios, mas em 2014 teremos a reprise do filme de 2013, aventureiros do áudio a saga, estrelando um monte de pessoas que não conseguiram sucesso como garçom, segurança, músico, produtor, cantor, pregador e outros vários como “profissionais” do áudio.

#AcordaBackstage

Saiba mais: https://www.facebook.com/TiagoBorges.NET

Share

Filed Under: #Acorda BackstagerArtigosTiago Borges

Tags: , , , , , , , , , ,

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*