Novos cabos de rede Cordial CCAT 7, ideais para redes Gigabit Ethernet

Ao mesmo tempo que as aplicações de redes de áudio multicanal  estão se tornando comuns tanto na indústria de som ao vivo quanto nas instalações fixas, e agora estão se tornando lugar comum também nos estúdios de gravação – em particular agora com a popularidade da tecnologia Dante da Audinate que parece que irá se transformar num padrão “de mercado” – os fabricantes de cabeamento estão começando a se mexer para dar respostas às necessidades específicas destas aplicações. Porque ao contrário das redes de dados que vivem “quietinhas” dentro de calhas técnicas, os cabos de redes de áudio têm que suportar as duras condições de trabalho impostas no dia a dia dos shows e eventos, ao mesmo tempo tendo necessidades específicas a nível de conectividade. Em outras palavras, pura e simplesmente aqueles cabos de rede AZUIS com conectores RJ 45 de plástico… não servem para o mundo do show business. A alemã Cordial acaba de lançar no mercado mais uma solução à altura, com o seu cabo CCAT 7 com conectores Neutrik etherCON.
Quando a suiça Neutrik apresentou os conectores etherCON, muito parecidos mecanicamente à construção dos populares XLR, com a diferença de que lá dentro têm um conector  – macho ou fêmea – semelhante à dos conectores de dados de rede (RJ 45), o sinal estava dado. A indústria de condutores estava antenada às necessidades específicas das aplicações de áudio profissional e entretenimento, com um conector metálico, com trava, o que se tornava  confiável e robusto para  tipo de ambiente hostil que é um show e/ou evento , contudo novo conector se mostrava mais prático de manipular e instalar para os profissionais do áudio.
Agora que os diferentes protocolos de redes áudio sobre Ethernet não páram de evoluir e estão se  popularizando, o gargalo eram os cabos em si. Os cabos de rede Ethernet, independentemente dos condutores internos, têm uma construção que os torna pouco adequados – sua pouca flexíbilidade sobretudo era o seu calcanhar de Aquiles  – para aplicações de estrada, onde é necessário um cabo capaz de se enrolar e desenrolar sem sofrer com isso e de manter as especificações em diferentes ambientes, e ainda estar preparado para ser pisoteado…
Além disso, há outra evolução, como é evidente. Os cabos de rede de áudio digital para suportarem dezenas de canais bidirecionais, não podem ser simplesmente as soluções típicas das redes de escritórios, baseadas em Ethernet 10/100 com especificação de categoria 5 (ou Cat-5). Quando a tecnologia Dante começou a ser aplicada,  logo se começou a falar de Cat-6 e  de elevadas taxas de transferencia, ou seja, de redes Gigabit Ethernet ou de 10 Gigabit Ethernet – são essas as que suportam, por exemplo, aplicações de protocolo de transporte Dante para até 500 canais de áudio de alta resolução.
E foi precisamente isso que a Cordial agora anunciou – já tendo antes uma solução semelhante para categoria 5 – através de um novo cabo adequado para redes Ethernet gigabit, com todas as especificações adequadas à transmissão destes dados e especificações mecânicas para aplicações de estrada, com cabos de enroladeira.
Esta nova solução é o novo Cordial CCAT 7, em conformidade com as especificações de dados mais recentes de categoria 7a, ou seja, Cat-7a, correspondente a transferência até à do padrão 10 Gigabit.
Este cabo Cordial CCAT 7 tem também características de transmissão de alta qualidade e tem blindagem adicional que lhe confere maior capacidade de proteção contra interferências, conseguidas através da utilização de uma malha separada de folha metálica que envolve os quatro pares de condutores, para além da blindagem exterior adicional. Tudo isto, complementado por um robusto revestimento PUR (de poliuretano) e com conectores Neutrik etherCON.
Este cabo Cordial CCAT 7 está disponível em versões já com conectores em comprimentos de 5, 10, 15 e 20 metros, para distançia maiores temos bobinas de 25 a 100 metros em diferentes versões.
Para se ter uma ideia de preços, a Cordial fornece alguns exemplos de preços recomendados de varejo (já com impostos inclusos), tal como o cabo CSE 10 NN 7 D, de 10 metros, que custa 100 dolares, ou o cabo CSE 75 NN 7 D de 75 metros, com enroladeira, que custa 723 dolares.
Comparem com o custo da mesma metragem de multicabo analógico de alta qualidade, antes de dizerem que é caro… E agora pensem que num cabo de padrão CAT7 podem trafegar muito mais do que 64 canais nos dois sentidos… Bem analisando dessa forma não é que vale a pena.
Fonte: produçao audio PT
Autor: João Martins

Share

Filed Under: Novidades

Tags: , , , , , ,

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*