Madonna MDNA Tour – Três mesas DiGiCo SD7 fazem audio do show

Na imagem superior vemos Matt Napier nos monitores

Tecnologicamente a MDNA Tour é uma das mais complexas e sofisticadas tournés mundiais da atualidade, com 11 músicos, 22 bailarinos, constantes mudanças de roupa, um palco e cenários incríveis e um sistema de som que inclui duas DiGiCo SD7 para FOH e mais uma para o monitor. Os técnicos já eram intimos das consoles Digico desde a tour anterior a “Sweet and Sticky” tour e a opção de fazer um “upgrade” da DiGiCo D5T para as SD7 parecia ser a opção mais racional, o setup atual passou a contar com três SD7 que controlam em tempo real as 114 entradas utilzadas no espetáculo, uma curiosidade a tour atual conta com um técnico exclusivamente para cuidar dos canais de voz e de efeitos da Madonna. Uma super-produção que iniciou em Maio 2012, já passou por vários paises e percorre atualmente os Estados Unidos, tendo datas previstas na América do Sul até final do ano.

Para os técnicos de monitor, Matt Napier e Sean Speuhler, a passagem de uma DiGiCo D5T – Utilizada na última tour mundial “Sticky & Sweet Tour” – para uma SD7 foi algo totalmente lógico. Matt explica : “somos dois mixando o monitor para este show, o Sean cuida exclusivamente da voz da Madonna e opera todos efeitos de voz em tempo real , porque ela ( Madonna ) insiste que devem ser feitos em tempo real e não já ter tudo pré-programado. Embora na realidade partilhemos a console, eu utilizo a superfície de controle da SD7 e o Sean utiliza a unidade de expansão EX-007”.

No total são 114 canais de entrada que estão no rack de palco, sendo que nestes canais já estão incluidos os efeitos, Matt utiliza 100 canais sendo que o Sean cuida de mais 30. “Acho que a SD7 é a única console capaz de comportar todas estas entradas e saídas como nós temos”, diz Matt. “Na superfície de controle da console temos perto de 160 canais, e mais de 50 vias para os músicos, bailarinos, side fills, subs, vias específicas para os sistemas de vídeo e para gravação. Acho que não existe outra console capaz de suportar tudo isto sem se engasgar…”

“Uso o Master LR Buss para a via de Madonna. Uso VCAs e Grupos para controlar os vários elementos da mix para ela. Toda a banda é roteada para um grupo, que é atrasado quando ela vai para a passarela. Toda a mix menos a voz dela é atrasada em até um máximo de 30 milisegundos. É uma passarela de 20 metros, e com esse procedimento ela é acusticamente reduzida para 10 metros, o que a ajuda bastante.”.

Para os técnicos de PA Tim Colvard e Mark Brnich, a utilização de SD7 já não é novidade, visto que Tim já tinha utilizado uma na tour Sticky & Sweet. Usuário de sistemas DiGiCo desde 2003, Tim rapidamente percebeu as vantagens destas consoles, tendo sido dos primeiros a trabalhar com uma SD7 numa tour mundial, com um sucesso incrível. Por seu lado Mark Brnich é também o responsável da empresa que disponibiliza o sistema de som, a Eighth Day Sound, trabalhando em parceria com Tim.

Para a MDNA tour, as duas SD7 estão ligadas em paralelo, criando um sistema digital totalmente redundante, o que segundo estes dois técnicos “é uma paz de espírito”.

Para concluir Matt diz ainda “a MDNA Tour vai até Dezembro, acabando na América do Sul. Tudo tem funcionado de uma forma perfeita até ao momento, e isto é exatamente o que é necessário numa tour tão complexa, tão grande e de tão longa duração como esta”.

Dia 2 de Dezembro 2012, Madonna vai estar no Rio de Janeiro e nos dias 4 e 5 em São Paulo.

Digico EX-007: Digico SD7 Fader Expansion Unit

www.digico.org

Fonte: Produção Audio PT

Autor: Antonio Gil

Adaptado: Renato Carneiro

Share

Filed Under: ArtigosColaboradoresNoticias

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*