Novo sistema Avid Venue SC48 Remote Digital

Novo sistema Avid Venue SC48 Remote Digital, com rack Stage 48 e conexões AVB   A NAMM 2012 foi o evento escolhido pela Avid para anunciar um importante conjunto de novidades para o seu sistema Avid Venue, introduzindo uma nova versão para a console SC48, a Venue SC48 Remote Digital o novo sistema permite agora o uso do novo Stage 48 Remote I/O Box para expandir as possibilidades de conexões do sistema. O novo produto é composto pela console SC48 com a nova unidade Stage 48 e a placa Ethernet Snake Card, garantindo uma conexão em protocolo Ethernet AVB totalmente redundante usando para isto um simples cabo CAT6 – a primeira na indústria com base nesta nova tecnologia. Com este lançamento surge também a versão 3 do software Venue – compatível com todos os sistemas da marca – Uma das mudanças mais importantes deste update foi a possibilidade de ter até 32 canais de entrada/saída direto no Pro Tools, em vez dos anteriores 18, entre muitas outras melhorias.   20.01.2012
A mesa digital Avid Venue SC48 tem tudo para ser uma das mais bem sucedidas mesas da marca, visto que veio permitir ter todo o conforto das mesas digitais numa superfície única, com a simplicidade de conexões e a possibilidade de utilização de plug-ins, de forma a conseguirmos fazer uma mix bem próxima daquela concebida em studio. No entanto, para desespero de muitos, constatou-se que a mesa não podia ser expandida, não tendo sequer uma conexão via rede para ligação aos consoles maiores : Venue D-Show, Profile ou Mix Rack da Avid, o que desencorajou muitas locadoras a investir neste modelo. A Avid justificou a sua opção com o fato de ser tratar de um modelo orientado a espaços pequenos a médios sendo indicada a uma fatia de mercado com usuários diferenciados, enquanto os restantes sistemas Venue já ofereciam toda a modularidade necessária.
Agora, a marca anunciou uma nova solução denominada Venue SC48 Remote Digital que já permite opção de expandir as entradas/saídas através da rack Stage 48 e da instalação da nova placa de conexões que inclue a interface Ethernet Snake Card com protocolo AVB. Desta forma vai ser possível separar as entradas/saídas da mesa SC48, colocando a stage box no palco, por exemplo, tal como é comum noutros modelos, tanto da Avid como de outras marcas do mesmo segmento de console digitais.
Mas a própria Venue SC48 – já com o novo software Venue 3 – permite gravar e reproduzir diretamente até 32 canais de Pro Tools ( o software esta incluído no pacote com a nova mesa), bastando ter um laptop com porta FireWire. Além disso, temos uma suite expandida de plug-ins já integrados na mesa, dispensando assim computadores externos para o processamento, para além de podemos carregar na mesma as cenas criadas em qualquer outro sistema da Avid.
Quando a Venue SC48 apareceu como uma mesa compacta que num único volume , reunia entradas/saídas analógicas e digitais no próprio chassis da mesa, embora o seu preço fosse interessante para bandas, pequenas casa de espectáculos e clubes, a verdade é que as conexões das fontes de sinais no palco tinham que ser feitas diretamente com cabeação analógica, impedindo que as distâncias fossem muito longas. Por outro lado, visto que esssas ligações eram feitas diretamente na mesa, tornava-se impossível alojar mais canais físicos, mesmo que o processamento pudesse lidar com eles. Agora com o lançamento desta versão SC48 Remote Digital, a Avid oferece uma configuração equivalente mas já com uma stage box – que é a Stage 48.
Por outro lado, a grande inovação deste modelo é o fato da conexão entre a placa Ethernet Snake Card e a Stage 48 ser feita por protocolo AVB, o que permite ter cabos bem longos, até 100 metros, garantindo conexão redundantes, em um simples cabo de rede Cat6, simplificando a logística das conexões, com a garantia de que a transmissão dos sinais não terá perdas. Esta conexão Ethernet AVB permite a possibilidade de se ligar uma segunda Stage 48 à mesma mesa Venue SC48, aumentando assim as ssuas capacidades e dando maior versatilidade na distribuição de áudio, tanto de entradas como saídas.
Resumindo, com a SC48 Remote Digital e a rack Stage 48, obtemos 48 entradas e 16 saídas (expansíveis a 32) e podemos configurar sistemas com duas unidades Stage 48, colocando assim os pré-amplificadores próximoas as fontes de sinal.
Seria de se esperar que AVID incorporasse a conexão AVB em um de seus produtosque a Avid – vale a pena lembrar que a Avid foi uma das empresas fundadoras do consórcio AVB, juntamente com empresas como a Harman, a Intel, Cisco e HP – ente novo protocole permitir fazer splits de sinais de audio com o simples simples uso comutadores Ethernet AVB. Outra questão que se levanta diz respeito à actualização dos restantes sistemas Avid Venue para protocolo AVB o que em princípio mostra ser possível e seria um update bastante desejável pelos propietarios de consoles AVID. 

O novo software Venue 3
Os sistemas Avid Venue, incluindo a própria mesa Venue SC48, receberam também outras novidades, estas embutidas na nova versão do seu software de controle, o Venue 3.
Esta versão vem melhorar e ampliar a capacidade de fluxo de trabalho (Workflow ) em todos os aspectos da mix. Dos vários aspectos mais bombásticos, falando concretamente da SC48, está a capacidade de termos mais barramentos de mistura ( vias de saída ) , mais canais de entrada com processamento, mais slots de plug-ins e mais canais de gravação e playback o com o Pro Tools. Muito rapidamente, passamos a ter 32 canais de entradas/saídas no Pro Tools (anteriormente eram 18), via Firewire; passa a ser possível criar misturas com mais canais de entrada com processamento em tempo real, passando de 48 para 64, (no caso das Venue Mix Rack os canais passam de 64 para 80); novos parâmetros dos filtros HPF (filtro passa-alta), que podem agora ser guardados com os presets da seção de EQ e assim serem também copiados/colados para outros canais; possibilidade de configurarmos layouts de forma extremamente simples, através de arrastar e largar de canais de um lado para outro; passam a existir 24 barramentos de monitores (anteriormente eram 16); podemos ter mais plug-ins em funcionamento, agora com 40 slots (anteriormente eram 20); e podemos programar o botão de usuário (Console User button) para ajustar o Tap Tempo ou recuperar um snapshot.
Tal como explica Sheldon Radford, especialista de produtos da Avid, “os nossos clientes já reconhecem os benefícios dos sistemas de conexão de entradas/saídas de áudio em rede e querem ter ainda mais capacidade de processamento para as suas mesas”, diz. “Com o SC48 Remote System, o som e a performance estão lá e, acima de tudo, obtemos a confiabilidade dos sistemas Venue, agora com a flexibilidade da distribuição áudio em rede digital. Agora podemos passar a escolher a forma como pretendemos ligar as 48 entradas, seja em palco tradicional ou num sistema distribuído, capaz de lidar com toda a variedade das fontes existentes.

httpv://youtu.be/3LFIkGlKj-w

www.avid.com
Distribuição: Quanta AV/Pro

Texto originalJoão Martins e António Gil
Adaptado por: Lazzaro
Revisado por: Valter Pereira
Fonte:Produção Audio

Share

Filed Under: NoticiasNovidades

Tags: , , , , , , , , ,

Comments (1)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Noah Waldron says:

    Got the upgrade last week! Wrote a review if anyone is interested….
    http://www.capsicumpro.com/avid-venue-3-0-sc48-review.html

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*