FAQ – Perguntas e Respostas inteligentes no GIGPLACE


No mundo das comunidades sociais, o tipo de respostas que você obtém para suas perguntas depende bastante da forma que você faz as perguntas bem como da dificuldade de desenvolver a resposta. Este guia irá ensinar você como fazer perguntas de forma a obter uma resposta satisfatória.

A primeira coisa a entender é que os mais experientes gostam de boas perguntas que os faça pensar mesmo sobre aqueles assuntos sobre qual eles já tenham o domínio.. Se não fosse assim, não estariam participando de grupos de discussões e ou fóruns  aqui. Se você  der a eles uma questão interessante certamente obterá uma meia dúzia de boas respostas; boas perguntas  são um estímulo e um presente. Boas perguntas nos ajudam a desenvolver nosso entendimento, e geralmente revelam problemas que poderíamos não ter percebido ou pensado de outra forma. Entre os que participam de comunidades e fóruns , “Uma Boa pergunta!” é um forte e sincero cumprimento.

Apesar disto, os experientes tem uma reputação de abordar questões mais simples com o que se parece ser hostilidade ou arrogância. Às vezes parece que somos hostis aos novatos e ignorantes. Mas isto não é verdade.

O que nós somos, sem qualquer desculpa, é hostis a pessoas que parecem não estar querendo pensar ou fazer seu próprio trabalho de casa antes de fazer as perguntas. Pessoas assim são como precipícios – eles pegam sem dar nada em troca, eles desperdiçam um tempo que poderíamos ter usado em outra questão mais interessante e com uma outra pessoa com uma outra pergunta que valha mais a pena responder.

Somos, em grande parte, voluntários. Tomamos tempo de nossas vidas ocupadas, e às vezes somos sobrecarregados por ela. Por isto filtramos as perguntas de forma rude. Em particular, jogamos fora questões de pessoas que pareçam ser preguiçosas para gastar nosso tempo de responder perguntas de forma mais eficiente.

Você não quer ser um dos n00bs. Você não quer parecer com um, também. A melhor forma de conseguir respostas rápidas é fazer as perguntas corretamente — perguntar como uma pessoa esperta, confiante, e com dicas, que parece precisar de ajuda apenas em um problema particular.

Antes de Perguntar:

Antes de postar aqui, em um fórum específico ou mesmo num tópico, faça algumas coisas antes:

  • Tente encontrar uma resposta lendo guias (RTFM – Read The Fucking Manual ou “Leia a P**** do Manual”)
  • Tente encontrar uma resposta pesquisando nos posts mais antigos do GIGPLACE
  • Tente encontrar uma resposta pesquisando a Web (STFW – Search The Fucking Web ou “Procure na P**** da Web”)
  • Tente encontrar uma solução por tentativas e novas abordagens (alguns testes e experiências podem ensinar muito mais do que uma resposta pronta)
  • Tente encontrar uma resposta perguntando a algum amigo mais experiente que voçe.


Quando fizer sua pergunta, mostre que você fez essas coisas primeiro, isto ajuda a estabelecer que você não está sendo uma esponja preguiçosa e desperdiçando o tempo de outras pessoas. Melhor ainda, mostre que você aprendeu alguma coisa tendo feito estas coisas. Gostamos de responder perguntas de pessoas que tenham demonstrado que podem aprender com as  respostas.

Prepare sua questão. Pense adiante. Perguntas que pareçam precipitadas recebem respostas precipitadas, ou nenhuma resposta. Quanto mais você demonstrar que dedicou pensamentos e esforços em resolver seu problema antes de pedir por ajuda, mais provável é que você vá conseguir ajuda.

Cuidado para não fazer a pergunta errada. As aulas de interpretação de texto são usadas aqui: por pior que você seja com o português, é ele que usamos para nos comunicar. Então, a chance de alguém responder algo diferente do que você perguntou porque sua pergunta foi mal formulada é enorme.

Por outro lado, tornar claro que você está apto e pronto a ajudar no processo de desenvolver a solução é um bom início. “Alguém pode me providenciar uma dica?”, “O que falta no meu exemplo?” e “Existe algum site que eu deveria ter procurado?” são perguntas que provavelmente vão ter respostas, em vez de “Por favor poste o procedimento que devo usar.” por que neste caso você está tornando claro que você não está disposto a completar o processo se alguém puder simplesmente apontar a direção certa para você.

Nunca assuma que você tem direito a uma resposta. Você não tem. Você vai conquistar uma resposta se puder conquistar a mesma, fazendo uma pergunta que seja substancial, interessante, estimulante – uma que implicitamente contribua à experiência da comunidade em vez de meramente exigir passivamente por conhecimentos dos outros.

Quando Perguntar:

Escolha seu fórum ou grupo cuidadosamente.

Seja perceptivo ao escolher onde fazer sua pergunta. Você tem mais chances de ser ignorado, ou chamado de ESPONJA  se:

Postar sua pergunta em um fórum no qual ela seja off topic (por exemplo, postar uma questão sobre consoles digitais no grupo sobre alinhamento ou line array);
Postar uma pergunta muito elementar onde sejam esperadas questões técnicas avançadas, ou vice-versa.

Os experientes detonam com perguntas que sejam feitas inapropriadamente para tentar proteger seus canais de comunicação de serem afogados em irrelevâncias. Você não vai querer que isto aconteça com você.

Escreva em linguagem clara, gramática e ortograficamente correta.

Sabemos por experiência que pessoas que são escritores descuidados e superficiais são também geralmente pensadores descuidados e superficiais (com experiência suficiente para apostar nisto). Responder perguntas para pensadores descuidados e superficiais não traz nenhuma compensação; nós preferimos gastar nosso tempo com outras coisas.

Portanto, expressar sua dúvida de forma clara e correta é importante. Se você não pode se incomodar com isto, nós não podemos nos incomodar em prestar atenção. Gaste algum esforço extra para polir sua linguagem. Você não precisa ser cerimonioso ou formal – ao contrário, valorizamos a linguagem informal, cheia de gírias e humor, usada com precisão. Mas ela precisa ser precisa; tem que haver algum indício que você está pensando e prestando atenção.

Escreva corretamente. Não escreva TUDO EM MAIÚSCULAS, isto é lido como um grito e considerado rude. Se você escreve como um bobo semi-analfabeto, provavelmente você será ignorado. (isso vale para toda a internet)

Utilize títulos de tópico com significado e específicos.

Em fóruns, o título de um tópico é sua oportunidade de ouro para atrair a atenção de especialistas qualificados em cerca de 50 caracteres ou menos. Não desperdice esta oportunidade com murmúrios e balbucias, como “Por favor me ajudem” (ou então “POR FAVOR ME AJUDEM!!!!”). Não tente nos impressionar com a profundidade de tua angústia; nem tente gerar desafios com títulos como “Só para os feras”, ou “Aos experts”, pois os “feras” de verdade vão zombar de você, ou dar respostas incompletas, ou de maneira altamente complexa (como “feras”), e as respostas “sérias” virão apenas de quem quer e precisa provar que sabe, e na maioria das vezes, não sabe. Ao invés disto, use o espaço para uma descrição super-concisa do problema.

Maneira estúpida: “SOCORRO! Nao consigo acionar o pre fader na console YMZ !”

Maneira inteligente: “Qual é a forma mais eficiente/inteligente de colocar todos os canais da console YMZ em pre ou post fader de uma só vez?”

Seja preciso e informativo sobre o seu problema

  • Descreva os sintomas do seu problema ou duvida cuidadosa e claramente
  • Descreva o ambiente em que o mesmo ocorre (Mesa X , sistema versao Z.YX, plugins original ou pirata, etc)
  • Descreva a pesquisa que você fez para tentar resolver e entender o problema antes de ter feito a pergunta (“Olhei no fórum do fabricante e no forum de usuários antes…”)
  • Descreva os passos de diagnóstico que você tomou para resolver o problema por conta própria antes de ter feito a pergunta (“Tentei usar tais itens, da forma como está descrito em no manual  e…”)


Faça o melhor que puder para antecipar as perguntas que um experiente possa fazer, e para responder as mesmas previamente no seu pedido de ajuda. Ou seja, se você imagina que alguém possa perguntar algo como “Ah, em que horário você fez isso? (se for um evento baseado no tempo)”, já coloque no seu post.

Pergunta Estúpida: “Estou tendo problemas para acessar o log do equipamento.”

Inteligente: “Na versão A123, original, estou tendo problemas para acessar o Log do equipamento. Tentei prosseguir de acordo com a localização indicada no site da AUDIO  mas sem sucesso.”

Se sua mensagem for muito longa (mais que cerca de quatro parágrafos), pode ser útil descrever o problema de forma sucinta no início, e então seguir com a história cronológica. Desta forma, nós saberemos o que procurar quando estivermos lendo sua “bíblia”. Na maioria dos casos, ao menos nos pertinentes aos assuntos desse fórum, posts longos demais só são feitos por alguém realmente experiente no assunto.

Não peça para ser respondido via email privado ou Comentário no Perfil:

Acreditamos que a solução de problemas deve ser um processo público e transparente, durante o qual uma primeira tentativa de resposta pode e deve ser corrigida por alguém com mais conhecimentos que tenha percebido que a mesma está incompleta ou incorreta. Da mesma forma, eles obtém alguma recompensa por ter respondido por serem vistos como competentes e conhecedores por seus iguais.

Quando você pede uma resposta em privado, comentário, email, você está interrompendo tanto o processo quanto o resultado para toda a comunidade.  Não faça isto. É escolha de quem responde se a resposta deve seguir em private – e se isto acontece, usualmente é por que ele pensa que a questão é muito óbvia ou mal-formada para interessar a outros.

Corte fora perguntas inúteis


Resista a tentação de fechar seu pedido de ajuda com questões semanticamentes nulas como “Alguém pode me ajudar?” ou “Há alguma resposta?” Primeiro, se você fez sua parte da descrição do problema de forma competente, este tipo de pergunta é, na melhor hipótese, supérflua. Em segundo, pelo que a precede, esta questão beira a perturbação, convidando a respostas inúteis mas lógicamente impecáveis como “Sim” ou “Não”. Cortesia não machuca, e, às vezes, ajuda.

Seja cortês. Use “Por favor”, e “Agradeço antecipadamente”. Torne claro que você dá valor ao tempo que as pessoas gastam tentando te ajudar gratuitamente.

Para ser honesto, isto não é tão importante quanto (e não é susbtituto de) ser gramaticalmente correto, claro, preciso e descritivo, evitando formatos proprietários, etc. Nós preferimos um relatório de problemas  um tanto brusco mas tecnicamente correto, que uma mensagem polidamente vaga (se isto te surpreende, lembre que damos valor a uma questão pelo que ela nos ensina). Entretanto, se você tem os fatos técnicos citados coerentemente, ser polido aumenta as chances de conseguir uma resposta útil.

Poste uma mensagem curta apontando a solução encontrada


Envie uma nota após o problema ter sido solucionado para todos que te ajudaram; deixe-os saberem como ficou e agradeça novamente pela ajuda. Se o problema atraiu o interesse geral no tópico, é interessante mostrar que conseguimos resolvê-lo. Se por acaso, no futuro, um usuário procurar por essa resposta, ela estará lá.

O follow-up (resposta comfirmando a soluçao do problema ) não precisa ser longa e detalhada, um simples “Resolvido – era apenas ativar o a função Y antes” é melhor que nada. De fato, um resumo curto e simples é melhor que uma longa dissertação a menos que a resposta tenha um real valor técnico (i.e., envolva matemática, testes, etc).

Além de ser cortês e informativo, este tipo de follow-up ajuda todo mundo que deu assistência a ter uma sensação de fechamento do problema. Acredite em nós que este sentimento é muito importante para os gurus e especialistas ( risos ) que você pediu ajuda. Narrativas de problemas que terminam em um vazio não resolvido são coisas frustrantes; sentimos uma comichão por ver os mesmos resolvidos. Se você avisa como seu problema foi resolvido, as chances de ter uma resposta satisfatória a próxima pergunta que fizer, aumentam muito.

Como Interpretar as Respostas

– RTFM e STFW: Como Saber que Você “se Ferrou”

Há uma tradição antiga e respeitada: se você recebe uma resposta escrita “RTFM”, a pessoa que enviou pensa que você deve Ler A P**** Manual (“Read The Fucking Manual”). E ele provavelmente está certo sobre isto. Vá ler o manual. Ou FAQ, ou guia, ou qualquer outra coisa.

RTFM tem um parente mais jovem. Se você receber uma resposta “STFW”, a pessoa que mandou ela pensa que você deveria Procurar Na P**** da Web (“Search The Fucking Web”). E ele provavelmente está certo sobre isto. Vá fazer uma pesquisa. Google, Wikipédia etc … formam um bom começo.

Geralmente, a pessoa que envia um destas respostas tem o manual ou a página com a informação que você precisa aberta, e está olhando para ela enquanto escreve. Estas respostas significam que (a) a informação a ler é fácil de encontrar, e (b) você vai aprender mais se procurar por conta própria do que se você ganhar a mesma de mão beijada.

Você não deve se sentir ofendido por estas respostas – estamos te mostrando um pouco de respeito simplesmente por não ter te ignorado. Você deveria, ao invés, ficar agradecido pela nossa bondade de vovózinha.

Se você não entendeu…

Se você não entendeu a resposta, não devolva imediatamente um pedido de esclarecimento. Use as mesmas ferramentas que você usou para encontrar uma resposta para sua pergunta original (manuais, FAQ, a Web, tentativa e erro, um amigo que saiba mais) para entender a resposta. Se você precisar mais esclarecimentos, mostre o que você aprendeu.

Não Reaja como um ESPONJA

Eventualmente você vai se dar mal algumas vezes em fóruns – em formas detalhadas neste artigo, ou parecidas. E vai ser dito para você exatamente onde você se deu mal, possivelmente com termos coloridos. Em público.

Quando isto acontecer, a pior coisa que você pode fazer é se queixar da experiência, alegar ter sido verbalmente atacado, exigir que se desculpem, gritar, prender a respiração, ameaçar com processos legais, reclamar com os chefes das pessoas, deixar a tampa do vaso levantada, etc. Ao invés disso, aqui está o que você deve fazer:

Supere isto. É normal. De fato, é saudável e apropriado.

Os padrões da comunidade não se mantém por si mesmos: eles são mantidos por pessoas que ativamente os aplicam, visivelmente, em público. Não se queixe que toda crítica deveria ir por email privado: não é assim que isto funciona. Nem é útil insistir que você foi insultado pessoalmente quanto alguém comentar que algumas de suas alegações estão erradas, ou que ele vê de forma diferente. Estas são atitudes de um ESPONJA.

Tem havido fóruns onde, por conta de algum senso de hiper-cortesia mal orientado, os participantes são banidos por postar qualquer mensagem apontando erros de outros, e ouvem um “Não diga nada se você não está a fim de ajudar o usuário”. Isso acaba com um fórum, transformando-o num antro de perguntas simples e discussões rasas.

Exageradamente “amigável” (daquele jeito) ou útil: escolha.

Lembre-se: quando aquele cara te disser que você errou, e (não importa o quão rude) te diz para não fazer isto novamente, ele está agindo por preocupação (1) por voçe mesmo e (2) pela comunidade. Seria mais fácil para ele ignorar você e filtrar você fora da vida dele. Se você não consegue ser grato, pelo menos tenha um pouco de dignidade, não chore, e não espere ser tratado como uma boneca frágil só por que você é um novato com uma alma teatralmente hipersensível e ilusões de merecimento.

Perguntas Que Não Se Faz


Aqui estão algumas perguntas estúpidas clássicas, e o que nós estamos pensando quando não respondemos às mesmas.

P: Onde eu encontro o manual do equipamento  X?
R: No mesmo lugar em que eu encontrei ele, ESPONJA.  Deus, será que ninguém sabe usar o Google ou o Yahoo ou o Bing ainda?

P: Estou tendo problemas com meu sistema de som do carro . Você pode me ajudar?
R: Sim. procure uma outra comunidade.

P: Como eu posso crackear o PT 2020 / crackear a senha de acesso do processador XXyy /ler os emails de outra pessoa?

R: Você é uma forma de vida inferior por querer fazer este tipo de coisa e um debilóide por pedir que alguem aqui te ajude a fazer esse tipo de coisa.

—o—

Enfim, esse é um guia escrito por Erich Raymmond e traduzido por César A. K. Grossmann. Fiz algumas adaptações para torná-lo útil para o ambiente GIGPLACE . Podem encontrar o original, adaptado por Wagner Felix, aqui.

Tentei corrigir ao máximo os erros de português (a maioria de concordância), mas posso ter deixado algum escapar. As perguntas eu remontei para torná-las plausíveis aqui – não faria sentido uma questão abordando motherboards. Qualquer problema, me avisem aqui ou por mensagem privada.

Texto adaptado por Lazzaro

Share

Filed Under: ArtigosLazzaro

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*