O software AUDIOGATE passa a ser freeware

A partir de 15 de Novembro a Korg irá disponibilizar em seu site o link para download gratuito do seu programa de edição de áudio digital AudioGate, que até então acompanhava os gravadores de áudio DSD da série MR da marca. O interessante do AudioGate é que se trata de uma aplicação completíssima no que diz respeito a converter gravações de Audio Gateáudio para diferentes formatos, incluindo WAV, BWF, AIFF, MP3*3, AAC*1, Apple Lossless*1, WMA e naturalmente formatos de alta resolução DSDIFF, DSF, WSD e até mesmo FLAC. Com este anúncio a Korg com certeza vai ganhar forte atenção de toda a comunidade de áudio profissional.

Embora seja uma aplicação de funcionalidades simples, o Audiogate será com certeza uma ferramenta valiosa, já que permite editar de uma forma simples a maioria dos arquivos de áudio, desde cortar, colar, fazer acertos de níveis, converter formatos e inclusive criar arquivos de authoring áudio, gravando os resultados em diferentes suportes.
Antigamente, este programa somente era disponibilizado na compra dos gravadores da série MR da Korg que utilizam o formato DSD – a mais alta qualidade em registo digital que existe até hoje. A partir de dia 15 de Novembro, com a disponibilização gratuita do Audiogate, passa a ser possível fazer edição de arquivos de áudio digital de DSD para outros formatos, o que será algo de novo para muitos músicos, editores e produtores. Isto porque este software permite ler arquivos em formato DSD/SACD em computador, não necessitando de um leitor específico para os dois formatos, sendo possível converter desses formatos de alta resolução para formatos standard como WAV ou AAC. Por outro lado, a mais-valia da aplicação Audiogate é também o fato de permitir conversão cruzada entre alguns destes formatos suportados (alguns tal como os codecs MP3 e AAC, apenas para exportação final) com total capacidade da gestão de níveis e dos processos de conversão, dithering, etc.
Entre as várias funcionalidades que o software permite, sem dúvida serão interessantes as sua ferramentas de dithering que permite fazer a tradução correta na conversão de resoluções, fazer fades de entrada e saída, e a conversão de arquivos DSD 1-bit de 5.6 MHz ou 2.8 MHz para qualquer outro formato standard, incluindo 16 ou 24 bit até 192kHz de amostragem. O suporte de formatos como o AAC, o formato lossless FLAC ou o Broadcast Wave (com suporte até aos 32 bit de vírgula flutuante) serão sem dúvida opções bastante valiosas para muitos profissionais. Claro que, para quem utilizar a aplicação em Windows, há a possibilidade de “estragar” completamente os arquivos finais, convertendo-os para o infame codec MP3.
Finalmente, o Audiogate pode ainda ser usado como aplicação parar gravação de CD, DVD e o formato DSD Disc (com uma frequência de amostragem de 2.8 MHz). Segundo a Korg defende – e bem, na nossa opinião – nos dias de hoje, em que a capacidade de armazenamento já é muito alta, não existe mais a necessidade de se salvar e a utilizar arquivos de áudio em formatos comprimidos que podem comprometer a qualidade sonora final. Com a consolidação de formatos como o HD em imagem, a música deve também passar a estar disponibilizada na mais alta qualidade possível, e dando a capacidade aos usuários de poderem editar os seus arquivos de áudio com e para estes formatos mais altos. Essa é a intenção da Korg ao disponibilizar gratuitamente esta sua aplicação e é possível que, com isso, o mercado melhore, assim como a vontade de todos de ouvir música com uma qualidade irrefutável, algo que os formatos comprimidos nunca conseguirão.
O software ficará disponível em todos os sites mundiais da Korg, sendo que os usuários que queiram fazer o download e não tenham nenhum equipamento da marca, necessitam simplesmente ativar a aplicação através de uma conta ativa do Twitter.
www.korg.com
www.korg.com.br

Fonte: António Gil – www.paaudio.com.br

Share

Filed Under: Novidades

Tags: , , , , , , ,

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.

*